Notícias

4 tipos de tecidos e fibras

27 de Fevereiro de 2020
4 tipos de tecidos e fibras

A escolha do tecido é uma etapa essencial para a elaboração e sucesso de produtos têxteis. Com inovações tecnológicas e as mais diversas mudanças nos processos da Indústria, muitos tipos de tecidos já foram desenvolvidos, cada qual com suas respectivas vantagens e particularidades voltadas para objetivos distintos.

Com tanta variedade disponível, seja em fibras naturais, artificiais, sintéticas ou tecidos mistos, é importante que você conheça os tipos mais comuns, bem como suas maiores características e recomendações. Pensando nisso, vamos apresentar na leitura a seguir um comparativo entre os tipos de tecidos e fibras que são destaques no mercado. Confira!

Fibras naturais

As fibras naturais utilizadas na fabricação de tecidos podem ser obtidas através de diversas fontes encontradas no meio ambiente. Dentre estas constam as de origem vegetal, animal e mineral. Classificam-se como fibras naturais os tecidos de algodão, cânhamo, linho, lã, seda, juta, coco, sisal, malva, abacá, rami e coroá.

Este tipo de fibra oferece características valiosas para os tecidos, permitindo que os produtos sejam dotados de flexibilidade e conforto, bem com toque agradável, pois permite que a pele possa respirar, além de ser leve e fresco. Contudo, apesar de todas essas vantagens, é preciso ter ciência de que tecidos fabricados com fibras naturais amassam com muita facilidade e também podem perder a cor com o passar do tempo.

Fibras artificiais

Já as fibras artificiais são produzidas a partir de processos industriais, tendo polímeros naturais como matéria-prima. Um bom exemplo é a celulose, que após ser manipulada, é transformada em fibra artificial pronta para a fabricação de tecidos. Algumas das mais utilizadas são as fibras de viscose, modal e acetato. Este tipo de material artificial é reconhecido por sua resistência, retenção de cor e toque macio, além de possuírem uma secagem rápida e não amassarem.

Outros aspectos importantes que devem ser levados em consideração são: as fibras artificiais não resistem a altas temperaturas e por isso, este tipo de tecido deve ser passado com baixas temperaturas, sem vapor. Além disso, também não absorvem transpiração mas a retenção de odores sim.

Fibras sintéticas

Este tipo de fibra é fabricado a partir de produtos químicos da indústria petrolífera. As fibras sintéticas mais conhecidas são as de acrílico, poliamida, poliéster, polipropileno, aramida e elastano.

Tecidos mistos

A junção entre fibras naturais e sintéticas dá origem aos tecidos mistos, sendo a mistura mais comum entre poliéster e algodão, visto que elas possuem características distintas que se complementam muito bem. Composto por carvão, água, ar e derivados do petróleo, o poliéster é tipo de fibra de alta resistência, que não amassa facilmente, tem boa retenção de cores e não suporta altas temperaturas. Enquanto isso, o algodão por sua vez é uma fibra leve, confortável, fresca e absorvente. Também reage bem ao tingimento, apesar de não reter a pigmentação por muito tempo após processos de lavagens e uso.

O resultado é um tecido quase perfeito: leve e fresco, assim como o algodão mas forte e resistente, como o poliéster. Além disso ele também facilita a confecção e quando é lavado, seca com mais rapidez.

Inúmeras situações podem ser solucionadas com trabalho e produtos de excelência. A Oyapoc conta com um catálogo recheado de soluções de qualidade para atender as necessidades do seu negócio. Conheça agora mesmo e não deixe de se inscrever em nossa newsletter para receber todas as novidades do que acontece no mundo da Indústria Têxtil!


VOLTAR
Cadastre-se e fique por dentro das novidades
Rua Guaranis, 154 - Nova Americana
CEP: 13.466-140, Americana / SP
19 3462-2500
oyapoc@oyapoc.com.br
  
  
Oyapoc 2019 © Todos os direitos reservados. Desenvolvido por AOX Marketing

SOLICITAR ORÇAMENTO